Doentes participam da missa na Gruta de Massabielle, em Lourdes, na França - Foto Viagens de Fé

Mundialmente reconhecido como o Santuário da fé e da esperança, o Santuário de Nossa Senhora de Lourdes, na pequena cidade francesa de Lourdes, atrai mais de cinco milhões de peregrinos todos os anos.

O Santuário teve origem quando Nossa Senhora apareceu por 18 aparições para Bernadette Soubirous, uma jovem de 14 anos de idade, analfabeta, doente, muito pobre e muito religiosa, que mais tarde passou a ser conhecida como Santa Bernadette.  

LEIA TAMBÉM  Saiba mais sobre as 18 aparições de Nossa Senhora em Lourdes
Aparições, revelações e milagres

 

Vitral na Basílica Superior do Santuário de Lourdes mostra a aparição de Nossa Senhora a Santa Bernadette

 

No dia 11 de fevereiro de 1858, em frente à Gruta de Massabielle, junto ao rio que corta a cidade, ao procurar madeira para aquecer a casa da família, Bernadette ouviu um ruido, virou-se e ao olhar para a gruta viu uma jovem senhora muito bonita.

Depois de rezar o rosário junto com Bernadette, a jovem senhora desapareceu, mas voltou a ser vista por ela outras 17 vezes nos dias seguintes, sempre no mesmo lugar, num nicho do lado direito da gruta, a cerca de três metros de altura.

Nossa Senhora diz a Bernadette para beber ágia da fonte de Lourdes

No mesmo dia dessa primeira aparição, a notícia começou a se espalhar boca-a-boca entre a população de cerca de quatro mil pessoas da cidade.

Em questão de dias centenas e, logo depois, milhares de pessoas passaram a acompanhar Bernadette até a gruta ou a esperar por ela lá.

Numa das aparições, a jovem senhora indicou a ela um local no lado esquerdo da parte traseira da gruta e pediu a ela que bebesse e se lavasse com a água da fonte.

Como só havia um pouco de água barrenta no local, Bernadette começou a retirar o solo com as mãos, revelando a fonte cuja água desde então não parou mais de correr.

Quatro dias mais tarde, depois de Bernadette ter voltado para a cidade, uma mulher cujos dedos tinham ficado atrofiados após ela cair de uma árvore, permaneceu junto à gruta até a noite e aí mergulhou a mão na água que escorria da fonte, sendo curada imediatamente.

Esse fato, que aconteceu ainda durante o período das aparições, é considerado o primeiro milagre que ocorreu em Lourdes.

LEIA TAMBÉM  Lourdes: conheça o ingrediente essencial da água famosa no mundo todo

 

Nossa Senhora anuncia a Bernadette que é a Imaculada Conceição

Desde então a Igreja já reconheceu oficialmente setenta curas consideradas milagrosas e mais de sete mil curas consideradas cientificamente inexplicáveis pela Medicina foram registradas.

Nos dias seguintes, a jovem senhora continuou se comunicando com Bernadette, lhe pedindo que fosse construída uma capela no local e que o povo fosse até lá em procissão.

Na décima-sexta vez em que apareceu para Bernadette, a Senhora, como ela a chamava, finalmente satisfez a curiosidade de todos e revelou a ela quem era, dizendo Que soy era Immaculada Concepciou”  (Eu sou a Imaculada Conceição).

Finalmente revelada, Nossa Senhora ainda apareceu para Bernadette mais duas vezes, sempre no mesmo lugar.

Poucos anos depois, uma imagem esculpida de acordo com a descrição feita por Bernadette foi colocada no mesmo nicho no paredão de pedra da gruta onde Nossa Senhora apareceu nas dezoito vezes.

Esculpida em mármore de Carrara, a imagem traz na sua base a frase que se tornou célebre:

“Que soy era Immaculada Concepciou”

LEIA TAMBÉM  Lourdes: conheça as características marcantes deste santuário mariano

Em torno da Gruta de Massabielle, hoje mais conhecida como Gruta das Aparições, se desenvolveu o Santuário de Nossa Senhora de Lourdes. visitado todos os anos por mais de cinco milhões de peregrinos vindos de todas as partes do mundo.

Marco que indica o local em frente à Gruita das Aparições no Santuário de Lourdes, na França, onde Santa Bernardette se ajoelhou durante as aparições de Nossa Senhora - reprodução

É diante da gruta que a maioria deles inicia a sua visita e muitos fazem dela também a sua última parada antes de voltar para casa.

Por tudo isso ela é considerada o coração do Santuário, pois foi lá que tudo começou. Foi lá que ocorreram  as 18 aparições de Nossa Senhora.

Foi em frente da gruta que Santa Bernadette se ajoelhou durante todas essas aparições. Até hoje o local onde ela se ajoelhou em frente à Gruta está marcado no piso.

E foi lá que começou a devoção a Nossa Senhora de Lourdes, que depois se espalhou por todo o mundo. 

 

A Gruta das Aparições

 

Gruita das Aparições no Santuário de Lourdes, na França - foto Pierre Vincent

Se hoje o Santuário de Lourdes tem muitas construções, muitas das quais modernas, pouca coisa mudou desde 1858 na gruta de Massabielle, onde ocorreram as aparições de Nossa Senhora.

Encravada numa face do rochedo de Massabielle e com a frente voltada para o rio Gave de Pau, a gruta tem 9,85 metros de largura e 3,80 metros de altura.  

Embora a área em frente a ela tenha sido aplainada, calçada e consideravelmente aumentada graças ao desvio do curso do rio, a gruta em si é praticamente a mesma desde a época das aparições.

LEIA TAMBÉM  Lourdes, sinônimo de esperança, curas e milagres

Sua aparência é muito simples, sem ornamentos e decorações. Do lado direito da parte frontal, se destaca a imagem de Nossa Senhora de Lourdes, instalada no mesmo nicho a três metros de altura na parede rochosa Bernadette via as aparições.

Quase na frente da imagem, brilham as velas de um enorme candelabro, mantido aceso durante todo o ano. Dentro da gruta, só um bloco de pedra usado como altar e um púlpito.

Fonte da água revelada a Santa Bernadette na Gruta de Massabielle, em Lourdes, na França - foto Viagens de Fé

 

No fundo, do lado esquerdo, a fonte revelada por Nossa Senhora a Santa Bernadette ganhou uma iluminação interna suave que permite ver a água que flui e uma proteção transparente que serve para evitar que os peregrinos colham a água ali mesmo.

Alguns ítens mais modernos foram incluídos, sempre de maneira muito discreta, para melhor acolher os peregrinos, como os bancos de madeira fixados ao chão e dispostos em semi-círculo em frente à gruta, algumas caixas de som para permitir que todos ouçam as missas e algumas luminárias.

Peregrinos tocam as rochas da Gruita das Aparições no Santuário de Lourdes, na França - foto Viagens de Fé

Quando não estão sendo celebradas missas, os peregrinos podem caminhar junto ao paredão de pedra, tocar suas pedras úmidas e entrar na gruta, onde podem deixar flores e pedidos de oração, caso desejem.

Para assegurar que os peregrinos possam desfrutar das melhores condições possíveis para ter o seu encontro pessoal com Nossa Senhora e fazer as suas orações, toda a área ao redor da gruta é sinalizada como “Espaço de silêncio e oração”.

Peregrino toca a rocha da Gruta das Aparições no Santuário de Lourdes, na França

 

LEIA TAMBÉM  Ligação aérea entre Fátima e Lourdes impulsiona o turismo religioso

 

As escolhas de Nossa Senhora

 

Detalhe do vitral no Santuário de Lourdes mostra Nossa Senhora fazendo o sinal da creuz antes de ezar o rosário com Bernadette Soubirous (Santa Bernadette) onde ocorreram as aparições de Nossa Senhora em Lourdes

 

Na época das aparições a Gruta de Massabielle podia ser comparada ao que seria chamado hoje de um “lixão”, um local onde era jogado o lixo da pequena cidade, o que gerava mau cheiro e atraia porcos que se alimentavam dos restos de alimentos.

Por isso, ela era evitada pela população de Lourdes, que a chamava de “la tutte aux cochons” (a gruta dos porcos, no dialeto local).

Além disso, era em frente a ela que acabavam parando os detritos, como galhos de árvores, carregados pelo rio que passava em frente.

Ao escolher a Gruta de Massabielle como local das suas aparições e a pobre, doente e inculta jovem Bernadette Soubirous para testemunhá-las, Nossa Senhora deixa claro que os menos favorecidos, os que sofrem e os que precisam do seu auxílio podem sempre contar com ela.

A Santa Missa na Gruta, uma lembrança inesquecível

 

Gruita das Aparições no Santuário de Lourdes, na França - reprodução

Tão importante quanto visitar a Gruta das Aparições no Santuário de Lourdes é participar de ao menos uma missa celebrada lá.

Uma excelente ideia é participar da primeira missa do dia, bem cedinho, com o Santuário ainda sem muitos peregrinos.

Nessa hora, em meio ao silêncio, é possível se recolher em oração e observar os detalhes da Gruta sendo revelados aos poucos pelas primeiras luzes do dia que nasce.

Missa ao amanhecer na Gruita das Aparições no Santuário de Lourdes, na França - foto Viagens de Fé

É quando a imagem de Nossa Senhora de Lourdes parece olhar e acolher cada um de uma forma ainda mais íntima e pessoal.

É uma experiência muito especial, que toca fundo e é difícil de ser esquecida!

Se puder, não deixe de visitar o Santuário de Lourdes e dedicar um tempo especial para fazer as suas orações e assistir à missa em frente à Gruta das Aparições.