A exemplo do que já aconteceu nos últimos anos, a Via Dutra volta a ter uma campanha de segurança e orientação para os motoristas e os romeiros que vão à pé para Aparecida pelo acostamento da rodovia.

A campanha foca na segurança de trânsito e reforça as orientações e dicas de segurança para os grupos de romeiros e usuários da rodovia, lembrando os riscos de utilizar a rodovia para romarias a pé.

Novenas e Festa da Padroeira serão virtuais

Em função da pandemia do novo coronavírus, este ano todas as celebrações da Novena e Festa da Padroeira do Brasil serão só virtuais, conforme já comunicou o Santuário Nacional de Aparecida.

As missas serão celebradas sem a presença de romeiros e as tradicionais procissões externas, vigílias, carreata, passeio ciclístico, apresentações musicais e artísticas com presença de público foram canceladas.

Os devotos poderão acompanhar as cerimônias, de suas casas, por meio dos canais da Rede Aparecida de Comunicação e as redes sociais do Santuário Nacional.

LEIA TAMBÉM:  Aparecida na pandemia: Novena e Festa da Padroeira serão virtuais

Romeiros ignoram riscos de acidentes 

Simulação de resgate na Via Dutra - hyanne patricia a12
  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter

Apesar dos perigos da jornada, a cada ano a concessionária CCR NovaDutra contabiliza o aumento no número de romeiros caminhando pelos acostamentos da Dutra em direção à Basílica de Aparecida.

Em 2019, foram contabilizados mais de 30 mil romeiros caminhando pela rodovia com destino à Aparecida, entre a segunda quinzena de setembro até a segunda quinzena de novembro, período de maior movimento de romarias a pé.

Só entre a zero hora do dia 10 de outubro de 2019 e a meia-noite do dia 13 de outubro de 2019, feriado de Nossa Senhora Aparecida, foram contabilizados 25.099 romeiros, um aumento de 51% comparado ao mesmo período de 2018 que registrou 16.678 romeiros.

A CCR NovaDutra não recomenda este tipo de manifestação de fé, em função do risco que representa para os peregrinos que utilizam o acostamento para caminhar.

Dados da Concessionária revelam que, no ano passado, entre os meses de agosto a outubro foram contabilizados 6 atropelamentos. Já em todo o ano de 2019, a concessionária registrou três mortes de romeiros.

Acidentes com romeiros na Via Dutra

O levantamento mostra número significativo de acidentes envolvendo romeiros indo ir à pé para Aparecida pela Via Dutra nos anos de 2019, 2018 e 2017 durante o período de orientação da campanha (de agosto a outubro).

2019
Atropelamentos 6
Mortes 1
Feridos 3

 

2018
Atropelamentos 11
Mortes 3
Feridos 17

 

2017
Atropelamentos 2
Mortes 1
Feridos 1

Fonte: CCR-Nova Dutra

Embora os números sejam aparentemente, é importante considerar que são relevantes quando comparados com a quantidade de romeiros de optaram por ir à pé para Aparecida pela Via Dutra. 

O romeiro acredita que a o acostamento é um local seguro para realizar sua peregrinação, mas esquecem que estão muito próximos à faixa da direita. O acostamento é um local para paradas de emergência de veículos e o risco de um atropelamento é grande. Sem contar que a Dutra tem mais de mil acessos, entradas e saídas de cidades e postos de serviços, as travessias de trevos e acessos, aumenta o risco de atropelamentos. Não temos como proibir a manifestação de fé na rodovia, mas há uma necessidade urgente da sociedade entender os riscos de caminhar pelo acostamento da via Dutra”, explica o gestor de Atendimento da CCR NovaDutra, Virgílio Leocádio.

Rota da Luz SP é opção mais segura para romarias

Inaugurada pelo Governo do Estado de São Paulo, a Rota da Luz é um traçado formado por estradas secundárias, somando 201 km que passam por nove municípios, saindo de Mogi das Cruzes.

Criada pela Secretaria Estadual de Turismo, a rota é um caminho mais seguro para os romeiros com destino ao Santuário Nacional de Aparecida.

A Concessionária reforça em sua orientação aos romeiros a utilização da Rota da Luz SP. Mais informações podem ser obtidas pelo site: http://www.rotadaluzsp.com.br/

A Campanha na via Dutra

A campanha de orientação para romeiros é realizada pelas equipes de operação da CCR NovaDutra.

Todas os colaboradores da concessionária estão treinados na abordagem de grupos de romeiros que estão caminhando, principalmente no mesmo sentido do tráfego, e orientar sobre a forma mais segura de realizar sua peregrinação.

Durante a abordagem, é entregue folheto com dicas de segurança para esses grupos de pessoas que insistem em caminhar pelo acostamento da rodovia.

Os motoristas também serão orientados com folhetos que serão entregues nas praças de pedágio informando sobre a época de romarias na via Dutra.

Também serão instaladas faixas e alertas sobre a presença de romeiros nos Painéis de mensagens variáveis (PMVs) da rodovia.

A campanha ganha reforço também na programação da CCRFM 107,5, com plantões ao vivo, dicas de segurança e informação dos trechos da rodovia com peregrinos a pé.

Dicas de segurança e orientação para romeiros

  • Utilize a Rota da Luz SP, um caminho mais seguro para os romeiros;
  • Caminhe no sentido contrário ao tráfego, em fila indiana, o mais distante possível da pista e do acostamento;
  • Só caminhe durante o dia. Evite caminhar à noite ou na madrugada;
  • Use roupas claras e coloridas. Se possível, use faixas refletivas. Aumente ao máximo a sua visibilidade para os motoristas;
  • Descanse fora da rodovia. Se houver veículo de apoio, estacioná-lo em local seguro, em postos de serviços, nunca no acostamento;
  • Mantenha sua atenção. Rodovia é espaço para veículos, não para pedestres;
  • Se chover, interrompa sua caminhada. Os riscos são maiores com pista molhada.

A campanha de orientação aos romeiros e motoristas é realizada pela CCR NovaDutra com o apoio da Agência Nacional de Transportes Terrestres e da Polícia Rodoviária Federal.

LEIA TAMBÉM:  Mortes e acidentes provam riscos de ir à pé para Aparecida pela Via Dutra
LEIA TAMBÉM:  Faça uma visita virtual ao Santuário de Aparecida
LEIA TAMBÉM:  Faça uma nova visita virtual ao Santuário de Aparecida
LEIA TAMBÉM:  Visita virtual mostra detalhes do interior do Santuário de Aparecida