Papa Francisco triplica número de visitantes no Vaticano

O turismo religioso na Europa passa por um ciclo virtuoso, com grande crescimento no número de pessoas tanto da própria Europa quanto de outros países visitando os Santuários Marianos e os principais destinos religiosos, entre os quais o Vaticano. Uma das principais causas desse crescimento é o Papa Francisco.

Segundo dados divulgados pela Santa Sé, a quantidade de fiéis que visita anualmente o Vaticano mais do que triplicou depois da eleição do Papa Francisco.

Desde março do ano passado, quando o carismático cardeal argentino Jorge Mario Bergoglio foi eleito para suceder o Papa Bento XVI, até o final de dezembro de 2013, um total estimado pelo Vaticano em seis milhões e seiscentos mil fiéis participou de eventos no Vaticano.

Praça de São Pedro, no Vaticano, um dos patrimônios de turismo religioso mis visitados do mundo

Comparação

A título de comparação, durante todo o ano de 2012 apenas dois milhões e trezentos mil pessoas participaram das cerimônias com o seu antecessor no mesmo espaço, segundo dados divulgados pelo Vaticano na semana passada.

Esses números têm como base tanto a quantidade de entradas distribuídas para eventos papais como encontros gerais, encontros privados e missas quanto estimativas sobre a quantidade de pessoas em eventos em que a distribuição de entradas não é necessária, como as catequese semanais todas as quartas-feiras na Praça de São Pedro, chamadas de audiências gerais.

Audiências gerais

Segundo a Prefeitura da Casa Pontifícia, apenas nas trinta audiências gerais do Papa Francisco realizadas durante a ano de 2013 foram distribuídos 1.548.500 ingressos, numa média de 51.516 ingressos por audiência.

Nessas audiências, realizadas na Praça de São Pedro, já se tornou tradição que depois da catequese, o Papa Francisco desça para cumprimentar os doentes alojados nas primeiras filas, dedicando um bom tempo para conversar com eles e dar-lhes a sua benção.

Crescimento deve continuar

Essa postura acessível, piedosa e simpática do Papa Francisco é um dos motores por trás do crescimento do número de fiéis que visita o Vaticano. Exceto durante celebrações religiosas e cerimônias protocolares, é extremamente raro ver o Papa sem que ele esteja sorridente ou com uma expressão acolhedora.

Além disso, em seus pronunciamento, homilias, catequeses e mensagens, o Papa Francisco tem feito questão de mostrar uma Igreja acolhedora e aberta a todos.

Por esses e outros fatores, ele foi escolhido como Homem do Ano pela revista Time, o que certamente ajudou ainda mais a torna-lo mais conhecido e admirado.

Ao mesmo tempo, o turismo religioso deve continuar crescendo no Vaticano em função da cerimônia de canonização dos Papas João Paulo II e João XXIII, que deve atrair centenas de milhares de fiéis de todas as partes do mundo à Praça de São Pedro.

Previsão
Esse aumento no número de visitantes ao Vaticano já foi destacado  em artigo publicado pela Viagens de Fé imediatamente após a posse do Papa Francisco, no artigo Com turismo religioso em evidência, Roma volta a ser o “centro do mundo”, publicado no dia 15 de março.

Leia alguns trechos :

E com o novo Papa, o turismo religioso deve ganhar grande impulso. Tudo leva a crer que aonde o Papa Francisco for vai atrair multidões.

A Jornada Mundial da Juventude, que acontece em Junho deste ano no Rio de Janeiro, com certeza vai mostrar isso.

Além de um vigoroso impulso, o turismo religioso também deve ganhar um novo eixo. Se até agora a Terra Santa era o principal foco das viagens  religiosas em todo mundo, tudo leva a crer que a figura carismática do Papa Francisco vá tornar Roma esse ponto focal.

Isso não significa que a Terra Santa deva ser deixada de lado nem muito menos que não deva ser visitada.

Apenas que ela deve perder para a capital romana, mais especificamente para a Cidade do Vaticano, a primazia entre os destinos de turismo religioso católico.

Com isso, é possível prever ainda um grande crescimento no interesse por Assis, terra natal de São Francisco, cujo nome o novo Papa adotou, e pelos destinos religiosos da Itália, como Lanciano e San Giovanni Rottondo e o seu São Pio de Pietrelcina – o Padre Pio – , entre outros.

Os Santuários Marianos europeus também devem ganhar força. Fátima, em Portugal, Lourdes, na França e outros importantes centros de devoção à Virgem Maria passarão a ser mais visitados.

 

Compartilhe

Notícias recentes

Congresso Internacional de Turismo Religioso começa hoje no Uruguai

Congresso Internacional de Turismo Religioso começa hoje no Uruguai

Começa hoje a 17ª edição do Congresso Internacional de Turismo Religioso e Sustentável, que continua… Continue lendo

JMJ Lisboa 2023 volta a ser destaque nos Workshops de Turismo Religioso de Fátima

JMJ Lisboa 2023 volta a ser destaque nos Workshops de Turismo Religioso de Fátima

De longe o mais significativo evento católico, a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Lisboa 2023… Continue lendo

Congresso Internacional de Turismo Religioso tem inscrições gratuitas até 19/5

Congresso Internacional de Turismo Religioso tem inscrições gratuitas até 19/5

O Congresso Internacional de Turismo Religioso e Sustentável, que acontece de 9 a 11 de… Continue lendo

Congresso Internacional de Turismo Religioso e Sustentável chega ao Uruguai

Congresso Internacional de Turismo Religioso e Sustentável chega ao Uruguai

A  cidade de Paysandú, no Uruguai, será a sede da 17ª edição do consagrado Congresso… Continue lendo

Rota das Catedrais mostra que turismo religioso pode ser feito de bicicleta

Rota das Catedrais mostra que turismo religioso pode ser feito de bicicleta

Dá pra se fazer turismo religioso de bicicleta? Há vários exemplos que mostram que sim,… Continue lendo

Jordânia é o Destino Convidado dos Workshops Internacionais de Turismo Religioso

Jordânia é o Destino Convidado dos Workshops Internacionais de Turismo Religioso

A Jordânia, destino de turismo religioso que foi palco de muitas das passagens que constam… Continue lendo

Pin It on Pinterest

Share This