Monumento ao enfermo - Lourdes, França
  • Pinterest

 

No dia 11 de fevereiro, a Igreja  celebra a Festa de Nossa Senhora de Lourdes. Esse também foi o dia escolhido pelo Papa São João Paulo II em 1992 para a comemoração do Dia Mundial dos Doentes, criado para ajudar a educar a todos sobre a preservação do dom da saúde.

Cuidar e apoiar o sofrimento é uma prioridade evangélica para o Santuário de Nossa Senhora de Lourdes, que é procurado por pessoas de todo o mundo que, num ato de fé, vão buscar a cura de seus problemas de saúde.

Foi na pequena cidade francesa de Lourdes que Nossa Senhora apareceu na Gruta de Massabielle, no dia 11 de fevereiro 1858, para a jovem Bernadette Soubirous, que mais tarde passou a ser conhecida como Santa Bernadette.

Em uma dessas aparições, Nossa Senhora revelou a Santa Bernadette um local no fundo da gruta e pediu a ela que fosse lá beber e se lavar.

Depois de ela remover o solo com as mãos, apareceu uma poça de água, que depois se tornou uma fonte cuja água flui até hoje.

Fonte da água revelada a Santa Bernadette na Gruta de Massabielle, em Lourdes, na França - foto Viagens de Fé
  • Pinterest

Fonte da água revelada a Santa Bernadette na Gruta de Massabielle, em Lourdes

Naquele mesmo mês, uma das pessoas que seguia Santa Bernadette até a gruta esperou que ela voltasse à cidade e mergulhou na água da fonte uma mão paralizada depois de um acidente, sendo imediatamente curada.

A notícia da cura milagrosa se espalhou rapidamente e, desde então, Lourdes é procurada por um grande número de doentes, idosos e deficientes que chegam de ttodo o mundo em busca de cura para seus problemas de saúde.

Portanto, a escolha do dia de Nossa Senhora de Lourdes para comemorar o Dia Mundial dos Doentes foi intencional.

LEIA TAMBÉM  Lourdes, sinônimo de esperança, curas e milagres
Mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial dos Doentes

Papa Francisco - Wikimedia
  • Pinterest

Na sua mensagem para o XXVIII Dia Mundial dos Doentes, o Papa Francisco defende “gestos generosos”, estendendo a mão aos doentes, pobres, excluídos, bem como aos que os acompanham e o pessoal de saúde. Em resumo, a todos aqueles que “se curvam sob o fardo”.

Ele deseja transmitir a eles uma mensagem de conforto e esperança para continuar seu trabalho, seguindo o caminho traçado pelo Senhor Jesus, com a intercessão de Maria: “Recebestes de graça, de graça dai!” (Mateus 10,8)

Em Lourdes, o serviço dos hospitaleiros, que é prestado gratuitamente aos doentes, põe em prática essa passagem do Evangelho.

A cada ano: 45.000 pessoas doentes ou deficientes são recebidas em Lourdes e apoiadas por esses voluntários, que dedicam seu tempo aos doentes e irmãos e irmãs que sofrem.

Hospitalidades, como a Hospitalidade de Nossa Senhora de Lourdes, são essenciais ao santuário, porque permitem que os mais vulneráveis sejam guiados até os pés da Virgem Maria.

Programação do XXVIII Dia Mundial dos Doentes em Lourdes
Doentes atravessam ponte no Santuário de Lourdes, na França - FreePhotos.Biz
  • Pinterest

Doentes atravessam ponte no Santuário de Lourdes

Uma programação especial foi preparada para receber os mais de 15.000 peregrinos que são esperados no Santuário de Lourdes este ano para a festa.

Ela começa às 10h00 na Basílica de São Pio X com a celebração da Missa Internacional, que será presidida por Dom Rino Fisichella, Presidente do Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização.

Às 15h30, as atividades continuam na Gruta das Aparições, onde será com a oração do Rosário.

Às 16:30 a programação segue na Basílica de São Pio X, com a Adoração, seguida pela bênção dos enfermos.

Finalmente, às 21h00, a tradicional procissão mariana à luz de velas conclui os festejos.

 

LEIA TAMBÉM  Lourdes: conheça o ingrediente essencial da água famosa no mundo todo