Romeiros peregrinam a pé para Aparecida pela Via Dutra
Fazer uma peregrinação à pé para Aparecida é uma forma de devoção muito popular, mas que também envolve riscos para quen resolve utilizar a Via Dutra, a estrada mais movimentada do Brasil.
Por esse motivo, a CCR NovaDutra, concessionária da estrada, não só reforça o alerta sobre os riscos do uso da rodovia para romarias a pé dos devotos de Nossa Senhora Aparecida como também recomenda a utilização da Rota da Luz SP, que considera um caminho mais seguro para essa manifestação de fé.
Pode parecer que não, mas não se trata de implicância da empresa ou só desejo de passara responsabilidade para o Governo paulista, responsável pela Rota da Luz.
 

LEIA TAMBÉM  Ir para Aparecida à pé exige preparo e muitos cuidados

 

Números provam perigo de peregrinação à pé para Aparecida pela Via Dutra

 
De acordo com estatísticas da concessionária, a sua campanha de segurança com orientações aos romeiros que fazem a peregrinação à pé para Aparecida e para os motoristas que trafegam na rodovia no período de peregrinação no sentido Aparecida, os riscos assumidos são significativos.
Em 2015, foram registrados cinco atropelamentos de romeiros na rodovia, com uma vítima fatal, no período de peregrinação.
Entre 18 de setembro e 13 de outubro de 2015, as equipes do SOS Usuário da CCR NovaDutra realizaram o atendimento a 26 ocorrências envolvendo grupos de romeiros com destino ao Santuário Nacional de Aparecida.
Em sua maioria, os peregrinos apresentaram mal súbito (desidratação, torção no pé e falta de condicionamento físico). Também houve o registro de um acidente envolvendo um carro de apoio.
Todas as ocorrências aconteceram entre o km 231, saída de São Paulo, e o km 71, em Aparecida, no Vale do Paraíba.
Em 2016, os números foram um pouco melhores, mas também foram muito significativos:  só entre setembro e novembro foram registrados dois atropelamentos de romeiros  realizados 22 atendimentos clínicos a romeiros.

LEIA TAMBÉM  Rota da Luz é nova opção para peregrinação a pé a Aparecida

 

Peregrinação à pé para Aparecida cresce

Romeiros peregrinam a pé para Aparecida pela Via Dutra
Entre setembro e novembro de 2016, a CCR NovaDutra registrou 10.729 romeiros caminhando pela Dutra, sendo 9.847 em outubro.
A contagem é realizada em Pindamonhangaba, na passagem pela praça de pedágio de Moreira Cesar.
No mesmo período de 2015, 6.663 romeiros passaram pela rodovia em outubro e entre setembro e novembro, o total de 7.639 peregrinos.

LEIA TAMBÉM  Aparecida à pé: conheça o roteiro detalhado da Rota da Luz

 

Rota da Luz é alternativa mais segura

 
“Com a Rota da Luz, lançada pelo governo do estado, orientamos os grupos de romeiros para utilizar este novo caminho, que é mais seguro, longe do tráfego da rodovia. A via Dutra tem um volume alto de veículos, principalmente caminhões, e o acostamento é utilizado como uma área de escape para estes veículos em caso de alguma pane mecânica”, explica o gestor de Atendimento da CCR NovaDutra, Virgílio Leocádio.
“Por este motivo, não recomendamos esse tipo de manifestação de fé na rodovia. Nosso papel é orientar os romeiros que pretendem utilizar a via Dutra para realizar sua caminhada com segurança e no sentido contrário ao tráfego. Nossa principal preocupação é com os pedestres que caminham no acostamento, muito próximos à faixa da direita, e nas travessias de trevos e acessos, onde o risco de atropelamentos é maior”, complementa.
A Rota da Luz é um traçado formado por estradas secundárias, somando 201 km que passam por nove municípios, saindo de Mogi das Cruzes. Criada pela Secretaria Estadual de Turismo, a rota é um caminho mais seguro para os romeiros com destino ao Santuário Nacional de Aparecida. Mais informações podem ser obtidas pelo site www.rotadaluzsp.com.br .
 

Dicas de segurança da CCR Nova Dutra para romeiros

 
1)    Utilize a Rota da Luz SP, um caminho mais seguro para os romeiros;
2)    Caminhe no sentido contrário ao do tráfego, em fila indiana, o mais distante possível da pista e do acostamento;
3)    Só caminhe durante o dia. Evite caminhar à noite ou na madrugada;
4)    Use roupas claras e coloridas. Se possível, use faixas refletivas. Aumente ao máximo a sua visibilidade para os motoristas;
5)    Descanse fora da rodovia. Se houver veículo de apoio, estacione-o em local seguro, nunca no acostamento;
6)    Mantenha sua atenção. Rodovia é espaço para veículos, não para pedestres;
7)    Se chover, interrompa sua caminhada. Os riscos são maiores com pista molhada.
 
Leia tambémRota da Luz é nova opção de peregrinação à pé para Aparecida