Nem todo mundo sabe que o Santuário Nacional de Aparecida vai muito além do espaço em torno da Basílica de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, também conhecida como Basílica Nova.

O complexo do Santuário abrange também a Basílica Velha, no centro de Aparecida; a Passarela da Fé, que une as duas basílicas; o Porto Itaguaçú, área próxima de onde foi encontrada no rio Paraíba do Sul a imagem original de Nossa Senhora Aparecida; a enorme Cidade do Romeiro e o Morro do Cruzeiro.

Continuando a série de reportagens com visitas virtuais a diversos pontos de interesse do santuário mariano dedicado a Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil, agora vamos mostrar outros dois pontos muito visitados pelos romeiros que vão a Aparecida.

O primeiro deles é a Basílica Velha, onde a imagem original de Nossa Senhora Aparecida ficou até a inauguração da Basílica atual.

E o segundo é a Passarela da Fé, que faz a ligação entre o centro de Aparecida, onde fica a Basílica Velha e a Basílica Nova.

Visitas virtuais ao Santuário Nacional de Aparecida

Começamos a nossa série de visitas virtuais mostrando as faces do Santuário de Aparecida voltadas para o lado Norte e para o lado Sul, que são os lados por onde costuma entrar a maioria dos visitantes.

Caso ainda não tenha feito essa primeira visita virtual, basta clicar aqui.

Na segunda visita virtual, mostramos outras atrações do lado externo do Santuário, como o Campanário, o Morro do Presépio, o Museu Nossa Senhora Aparecida e o Mirante, ambos localizados na Torre Brasília.

Se você ainda não fez esse segundo tour virtual, basta clicar aqui.

A terceira visita virtual permitiu visitar o interior do Santuário, começando pelo nicho blindado com a imagem de Nossa Senhora Aparecida e continuando com as capelas do Santíssimo e de São José, o Baldaquino e a Cúpula.

Caso você ainda não tenha feito esse terceiro tour virtual, basta clicar aqui.

VISITA VIRTUAL À BASÍLICA VELHA E À PASSARELA DA FÉ DE APARECIDA

Basílica Velha

Para fazer a visita virtual em tela cheia no Google Maps, clique aqui.

Esta foi a primeira igreja que abrigou a imagem original de Nossa Senhora Aparecida. Sua construção começou em 1743, ainda como uma capela feita em taipa de pilão. Localizada no antigo morro dos Coqueiros, a capela foi a primeira dedicada a Nossa Senhora Aparecida.

Caso prefira fazer a visita virtual em tela cheia no Google Maps em outro ângulo, clique aqui.

No dia 26 de julho de 1745 foi celebrada a primeira missa com a imagem no altar, iniciando o culto a Nossa Senhora Aparecida oficialmente reconhecido pela Igreja.

Depois por passar por diversas ampliações para acomodar o número cada vez maior de romeiros, a capela passou por diversas ampliações, até chegar à sua forma atual em junho de 1888.

Vinte anos depois, em 1908, ela recebeu o título de Basílica Menor, que passou a identificá-la desde então.

Com a construção da nova igreja, que depois passou a ser conhecida popularmente como Basílica Nova, a imagem original de Nossa Senhora Aparecida foi translada para o novo local e substituída por outra.

Passarela da Fé

Para fazer a visita virtual em tela cheia no Google Maps, clique aqui.

Mesmo com a construção da Basílica Nova e a trasladação da imagem original de Nossa Senhora Aparecida para ela, a tradição de visitar a Basílica Velha continuou.

Para facilitar a ligação entre as duas basílicas, encurtando o trajeto e evitando a subida íngreme para chegar à Basílica Velha, o Santuário Nacional idealizou uma longa passarela de concreto, construída com o apoio do Governo Federal.

Com 389,20 metros de comprimento e 35 metros de altura, a Passarela da Fé foi construída em forma de “S” como  homenagem a Nossa Senhora.

Inaugurada em dezembro de 1972 2 e aberta ao público em 1972, ela logo se tornou um percurso obrigatório para os devotos, muitos dos quais pagam promessas fazendo de joelhos o trajeto entre as duas basílicas,

Conheça a tecnologia de visitas virtuais com imagens 360 graus

Nas visitas virtuais anteriores, é possível explorar as áreas externas, o nicho com a imagem original de Nossa Senhora Aparecida, a Cúpula e outros importantes pontos do Santuário Nacional de Aparecida.

Esses tours virtuais com imagens em 360 graus são possíveis graças ao serviço Google Maps

As imagens utilizadas em todos esses artigos foram obtidas pelo fotógrafo Rafael Starobole com o uso de equipamentos especiais e disponibilizadas no aplicativo Google Maps.

Em smartphones e tablets, encostando dois dedos na tela e os afastando ou juntando é possível aumentar, diminuir, girar, subir e descer a câmera, além de movimentá-la para trás ou para a frente.

Clicando na pequena caixa escura localizada no lado direito da parte de cima da imagem, é possível mostrá-la em tela inteira.

Em computadores fixos ou portáteis, é possível usas as mesmas funções usando o mouse ou o trackpad.

LEIA TAMBÉM:  18 informações importantes para quem quer visitar Aparecida durante a pandemia