Interior da Igreja de Nossa Senhora do Pilar em Salvador, na Bahia, destino de turismo religioso

O belíssimo interior da Igreja do Pilar


 
Ciente da importância do turismo religioso, o governo da Bahia continua investindo na restauração de igrejas históricas do estado, a exemplo de duas obras recentemente entregues em área tombada do Centro Histórico de Salvador, capital do estado.
As igrejas restauradas foram a da Venerável Ordem Terceira do Rosário de Nossa Senhora às Portas do Carmo, também conhecida como Igreja do Rosário dos Pretos ou simplesmente Igreja do Rosário e do Santíssimo Sacramento do Pilar e Santa Luzia, conhecida popularmente como Igreja do Pilar ou Igreja de Santa Luzia do Pilar. A primeira está localizada na Praça José de Alencar, s/n, no histórico Largo do Pelourinho e a segunda no bairro do Comércio, à  Rua do Pilar, 55.
igreja de Nossa Senhora do Rosário em Salvador Bahia

A característica pintura em azul da igreja de Nossa Senhora do Rosário


A igreja da Venerável Ordem Terceira do Rosário de Nossa Senhora às Portas do Carmo tem 326 anos, é tombada como Patrimônio do Brasil desde 1938 e foi construída por escravos e ex-escravos, em suas horas vagas, a partir de 1704 ao longo de quase 100 anos.
O templo permaneceu fechado durante dois anos para as obras de restauração. Especialistas chamam a atenção para os azulejos portugueses que revestem todas as paredes internas, incluindo nave, subcoro e capela mór. O conjunto de azulejos, que mostra temas relacionados à Virgem Maria e a São Domingos, é considerado uma das mais significativos do país, e na Bahia só é superado pelo da Igreja do Convento de São Francisco, também em Salvador.
Entrega
A entrega das obras foi feita com solenidades com a presença do secretário de Turismo da Bahia, Domingos Leonelli, do secretário de Cultura em exercício, Rômulo Cravo, o diretor geral do Ipac, Frederico Mendonça, os Priores das Irmandades responsáveis por ambas as igrejas, autoridades federais, estaduais e municipais, além de representantes de instituições sediadas no Centro Histórico de Salvador.
As obras foram viabilizadas com recursos do Prodetur 2 (Programa de Desenvolvimento do Turismo no Nordeste) e financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), através do Ministério do Turismo, via Secretaria de Turismo a Bahia – Setur, com recursos do Banco do Nordeste (BNB) e contrapartida do Tesouro do Estado da Bahia.
As duas obras entregues agora somam investimento total de R$ 7,86 milhões, sendo a Igreja do Rosário o valor de R$ 2.689.591,00 e a Igreja do Pilar, com o seu cemitério anexo, R$ 5.176.974,00.
Reformas executadas

LEIA TAMBÉM  Turismo religioso na Bahia vai ter mais divulgação em feiras

Igreja do Santíssimo Sacramento do Pilar e Santa Luzia

  • Retirada de 2,5 toneladas de entulho acumulado na encosta e no cemitério;
  • Estabilização da encosta da ladeira do Pilar. com a construção de alvenaria de contenção de 500 metros de comprimento e drenagem;
  • Reforma do teto da igreja;
  • Substituição de peças de madeira por metálicas no telhado e substituição das telhas;
  • Recuperação da estrutura de sustentação do forro artístico da nave da igreja;
  • Restauração do forro da sacristia;
  • Instalação de novo telhado para o cemitério, com telhas metálicas;
  • Recuperação do revestimento e pintura interna e externa;
  • Recuperação das esquadrias de madeira e de ferro e pintura interna e externa;
  • Restauração de azulejos da nave da igreja;
  • Recuperação de assoalhos;
  • Instalação de sanitários e recuperação das instalações hidráulicas e elétricas;
  • Instalação de elevador de acesso ao 1º pavimento;
  • Recuperação de balaústres e elementos decorativos em argamassa;
  • Restauração de cantarias nas fachadas e escadas em lioz;
  • Restauração de trechos do piso da nave;
  • Restauração de três imagens da igreja;
  • Reassentamento dos gradis do adro;
  • Restauração da Fonte de Santa Luzia;
  • Instalação de rampa de acesso na entrada lateral da igreja.

 

Igreja da Venerável Ordem Terceira do Rosário de Nossa Senhora às Portas do Carmo

  • Recuperação total de telhado;
  • Instalação de sobreforro em fibra de vidro na nave principal;
  • Restauração de Imagens Sacras;
  • Recuperação de pintura das fachadas;
  • Instalação de elevador de acesso ao 1º Pavimento;
  • Instalação de Copa na área externa;
  • Restauração de bens móveis e integrados;
  • Recuperação de pisos e forros de madeira;
  • Recuperação de pisos e lápides de mármore;
  • Restauração de pinturas artísticas dos forros;
  • Recuperação de esquadrias;
  • Restauração de gradis de ferro;
  • Restauração de painéis de azulejos;
  • Restauração de elementos artísticos das torres (azulejos e tochas);
  • Execução de nova rede elétrica;
  • Instalação de nova iluminação interna;
  • Execução de muro no pátio do fundo da igreja;
  • Reforma e adaptação dos sanitários para pessoas com necessidades especiais;
  • Execução de escada metálica de acesso à torre;
LEIA TAMBÉM  Festival de Turismo de Gramado volta a destacar turismo religioso