Detalhe das cúpulas do Santuário em Kalwaria Zebrzydowska, atração de turismo religioso na Polônia

Detalhe das cúpulas do Santuário em Kalwaria Zebrzydowska, na Polônia


 
País escolhido para sediar a Jornada Mundial da Juventude e berço de São João Paulo II e de Santa Faustina, a Polônia é um país do Leste Europeu de forte tradição católica e repleto de belíssimas igrejas, catedrais, basílicas e santuários.
Por ser um país relativamente pequeno e contar com excelente infraestrutura turística, esses destinos de turismo religioso espalhados por toda a Polônia são fáceis de serem visitados.
Este ano é comemorado o 1050º aniversário de batismo da Polônia, que desde então teve o seu povo fortemente marcado pela fé. Em função dessa comemoração e da realização da JMJ, o calendário de eventos religiosos está ainda mais rico do que o normal.
Conheça cinco dos principais destinos de turismo religioso desse país tão rico em tradição e fé:
 
Częstochowa, capital religiosa da Polônia
O Santuário de Jazna Gora, em Częstochowa, capital religiosa da Polônia

O Santuário de Jazna Gora, em Częstochowa, capital religiosa da Polônia


 
Há gerações os poloneses acorrem a Częstochowa para venerar o ícone da Nossa Senhora de Czestochowa, a Madona Negra (“Czarna Madonna“), no monastério-fortaleza de Jazna Gora, que abriga a Basílica da Descoberta da Santa Cruz e Natividade da Abençoada Virgem Maria.
Ícone da Madona Negra de Czestochowa, padroeira da Polônia

Ícone de Nossa Senhora de Czestochowa, padroeira da Polônia


Como fortaleza construída para defender o país de invasores, Jazna Gora tem um único portão de entrada, hoje denominado Papa João Paulo II.
 

Santuário da Divina Misericórdia, em Łagiewniki

Santuário Santuário da Divina Misericórdia e convento, destino de turismo religioso na Polônia

Santuário Santuário da Divina Misericórdia e o convento onde viveu e morreu Santa Faustina, em Łagiewniki


 
Provavelmente o destino de turismo religioso da Polônia mais conhecido internacionalmente, o moderno Santuário da Divina Misericórdia, situado em Łagiewniki, nas vizinhanças de Cracóvia, recebe cada vez mais fiéis à medida que cresce a prática do Terço da Divina Misericórdia e a devoção iniciada por Santa Faustina no vizinho convento das Irmãs da Divina Misericórdia.
Altares da Capela do Convento das Irmãs da Divina Misericórdia

Altares da Capela do Convento das Irmãs da Divina Misericórdia


Os restos da Santa polonesa estão em uma urna sobre um altar na lateral esquerda da capela do convento, onde também estão expostos os quadros originais de Jesus Misericordioso, pintados conforme a inspiração recebida por ela.
Conta a tradição que quando jovem, Carol Wojtyla, que viria a se tornar São João Paulo II, passava em frente ao convento a caminho do seu trabalho e costuma parar para orar nessa capela.
 
Cracóvia
Vista de Cracóvia, destino de turismo religioso na Polônia

Vista do centro de Cracóvia, onde se destacam as altas torres da Basílica de Santa Maria


Cidade-sede da edição deste ano da Jornada Mundial da Juventude, Cracóvia é a terceira maior cidade da Polônia e importante centro de turismo religioso, graças ao Santuário de Santa Paulina, à belíssima Basílica de Santa Maria e a diversas igrejas da cidade e da região, onde o padre Carol Wojtyla trabalhou, foi Bispo e mais tarde Cardeal, antes de ser eleito Papa, tomando o nome de João Paulo II.
 
Kalwaria Zebrzydowska
Kalwaria Zebrzydowska, destino de turismo religioso na Polônia

Vista da entrada da Basílica de Nossa Senhora dos Anjos, em Kalwaria Zebrzydowska,


 
Nessa pequena cidade nas vizinhanças de Cracóvia estão a  Basílica de Nossa Senhora dos Anjos, um monastério e 42 capelas construídas entre 1605 e 1617 relembrando estações do Calvário, que recebem mais de um milhão de peregrinos anualmente para suas celebrações da Semana Santa e da Assunção de Nossa Senhora. Esse é o segundo destino de turismo religioso em número de visitantes da Polônia.
 
 

LEIA TAMBÉM  Como compro passagem para ir ao Hosana Brasil na Canção Nova?